Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadores debatem resultado que salvou Prefeito Dariomar da cassação

Vereadores debatem resultado que salvou Prefeito Dariomar da cassação

por alt publicado 05/12/2018 15h00, última modificação 05/12/2018 15h00

Na manha de hoje (05/12), foi realizada mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Altaneira. No início da sessão o presidente Antonio Leite fez a leitura de ofício: 

 "Comunico a Casa, que esta presidência expediu ofícios as seguintes entidades, conforme requerido no relatório final da comissão processante a saber. Procuradoria da Republica no Ceará em Juazeiro do Norte,

Tribunal de Contas do Estado do Ceará; Procuradoria de Crimes Contra a Administração Pública no Ceará PROCAP e Promotora de Justiça oficiante nesta Comarca.

Encaminhamos a Vossa Excelência, para conhecimento e adoção de providências cabíveis, copia do Relatório da Comissão Processante instituída por esta Casa Legislativa, que através dos Autos do processo nº 01/2018, apurou denuncia de infração político administrativa do Prefeito deste Município, Francisco Dariomar Rodrigues Soares, o qual foi aprovado em sessão especial de julgamento, realizada no dia 30 de novembro passado.

 Por oportuno, levamos ao conhecimento de Vossa Excelência, que o Município de Altaneira atravessa grave crise financeira, em decorrência da malversação de recursos públicos, com a falta de atendimento de muitos serviços públicos, no que tange especialmente os serviços de saúde (transporte para realização de exames fora do domicilio, ausência da prestação de serviços médicos especializados, cardiologista, pediatra, fisioterapia, etc) e na educação (falta transporte para os universitários), Iluminação Pública precária, por exemplos, fatos amplamente noticiados nas mídias sociais no Município;

 A população clamou por providências e esta Casa Legislativa atendeu, ao recepcionar por oito votos, dos nove membros que compõe este Parlamento, a denuncia oferecida pelo cidadão Raimundo Soares Filho, que apontou indícios de malversação de dinheiro público com vários contratos realizados pela administração municipal. Destarde, no decorrer da apuração, três vereadores incumbidos pelo povo de exercer a “oposição” no Município, inusitadamente e contrariamente as provas apresentadas, mudaram de posição, para brindar os desmandos da administração municipal.

De outra feita, restou escandaloso ainda mais, o uso da administração em beneficio pessoal do prefeito, quando da realização da sessão de julgamento dos autos do processo, quando se fez acompanhar de todos os secretários municipais, de ampla maioria dos servidores comissionados e temporários, conforme se pode verificar nas imagens de vídeos transmitidas em tempo real, o que deve também ser apurado.

Ao ensejo da oportunidade reiteramos os protestos de consideração e apreço e ficamos ao dispor para quaisquer outras informações e esclarecimentos."

Em seguida foi dado início tema livre, o vereador Flávio Correia disse que foi muito difícil fazer uma investigação que culminou com pedido de cassação do prefeito, mas enfatizou que é papel de legislador, “infelizmente vejo pessoas públicas que em vez de lutar pelo bem do povo, olham para o bem próprio".

O vereador ainda criticou falta de atendimento no hospital, lembrou que na gestão do ex - prefeito Delvamberto Soares, tinham diversos serviços realizados, o que não foi dado continuidade no atual governo.

"Prefeito vem ao plenário dizer que estamos escutando pessoas que tem dinheiro, o que não é verdade, se a gente gostasse quem tem dinheiro teríamos ficado na prefeitura, o gestor de forma desesperada tentou cancelar votação de cassação, mas foi derrotado por duas vezes, peço a vereadora Zuleide Ferreira que não cite seu voto incluindo meu nome, não aceito isso, registro que na próxima sessão estaremos elegendo na nova mesa diretora da Câmara, não tenho interesse, irei votar no vereador Adeilton Silva para ser o próximo presidente". 

"É notório que não falei nenhuma mentira, na CPI alguns vereadores que hoje estão querendo cassar atual prefeito, no passado tentou defender o ex- prefeito" o voto é meu, não tenho que escutar ninguém, desde o começo analisei todo processo para dá meu voto, parabenizo o prefeito Dariomar pela administração, agora o governo está destravado." Comentou a vereadora Zuleide Ferreira

O vereador Adeilton Silva frisou o trabalho da Comissão Processante que foi feira de forma coerente, mas afirmou que errou em escutar demais e falar de menos, mas que o resultado final foi muito satisfatório, sobre o julgamento ao contrário da vereadora Zuleide Ferreira teve sim que escutar seus eleitores, empresários e pessoas que tem seu respeito, “não posso tomar uma decisão isolada, para justificar meu voto não foi preciso atacar ninguém, espero que não seja preciso ser feito, do jeito que eu não questiono os votos de vocês, peço aos colegas  que façam o mesmo, minha posição deve ser respeitada, meu voto não foi porque sou oposição não é porque o prefeito é Dariomar, sim pelos motivos já declarados que encontrei em pesquisa em alguns itens, como também escutando alguns amigos, a denúncia veio de um jurista da família do prefeito, mas poderia ter vindo até de um cidadão comum que anda denegrindo nos  vereadores, inclusive meu nome afirmando que me vendi por 70 mil reais, comunico que irei entrar na justiça e saber que foi de fato que patrocinou esse ataque, recebi vídeos das questões do vereador Devaldo Nogueira na rádio, irei na sexta na mesma rádio dá a resposta de forma respeitosa, sobre os acordos, minha posição é a mesma de quando fui eleito pela chapa de Ricardo e Rafaela, ainda me vejo no grupo de oposição, não tenho culpa dos vereadores que não aceitaram os desmando do prefeito queiram votar em mim para presidente". 

Disse ainda que não tem motivo para desconfiança, pois deixou liderança de grupo de oposição e deixou claro que seria candidato a presidente, ainda disse que não existe nenhum candidato na campanha que sofreu com tamanha  perseguições, afirmou que está decidido ficar na paz, mas está preparado para ser atacado e saberá se defender.

"Disse a Genival, ninguém vai escutar eu condenar a posição dele ficar com prefeito, mas vai ter uma hora que terei  que me defender".

O vereador Devaldo Nogueira disse que foi a rádio não para agredir ninguém, apenas disse a verdade, em relação ao voto pela cassação do prefeito afirmou que todos são figurantes, até porque foram apenas dois minutos para justificar o voto  que argumentou ser  muito pouco, lamentou atual situação, mas que ver que existe desmando na administração, mas que é problema de família.

O vereador Cier Bastos criticou a falta de iluminação pública, sobre a votação disse que realmente esteve pouco tempo para justificar, mas que na rua vem tendo como justificar para as pessoas que querem ouvir. 

Lamentou que alguns fiquem na rua denegrindo nomes e imagens de vereador, " concordo com Adeilton, tem que tomar as providências, não existem covardia de nossa parte, somos pagos para lutar pelo bem do povo". 

"Lamentável que pessoas que se deixam ser usadas, por regalias, por portarias, não existe motivo para comemorar, foram duas derrotados com pedido de liminar, com articulação derrotadas, desafio alguém dizer que participei de negociações,  sou o vereador mais perseguido pela administração, gosto de criticar as coisas erradas, pois isso o atual prefeito nunca gostou de mim, esse governo destrói quem não rezar na cartilha do prefeito, ele gosta de quem lhe adula, não tenho dúvidas que sua queda na justiça é garantida, aqui foi uma salvação política, mas na justiça não terá articulação, irei no próximo ano como vereador fiscalizar administração, esse é o nosso papel". Frisou Presidente Antonio Leite

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Pesquisa de Opinião

Gostou do novo portal?

Sim
Não
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 1151
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo

Acesso à Informação