Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadores falam sobre processo de cassação do prefeito e pedem melhor serviço da iluminação pública

Vereadores falam sobre processo de cassação do prefeito e pedem melhor serviço da iluminação pública

por alt publicado 01/08/2018 15h45, última modificação 01/08/2018 16h46

Na manhã de hoje (01/08), foi realizada primeira sessão ordinária do segundo período legislativo, sem projetos para apreciar o presidente da Câmara Municipal de Antonio Leite, deu iniciou ao tema livre.

O líder de oposição frisou que nesse segundo período legislativo terá que apreciar uma denúncia do Advogado Raimundo Soares, que vai junto com a bancada fazer um trabalho transparente no recorrer da apuração, que se o prefeito provar que não fez nada de errado será absorvido, mas se tiver feito o que está na denúncia irá pagar.

Em seguida o vereador Flávio Correia, disse que não condenou ninguém, que apenas vai junto com os colegas investigar,  no decorrer das investigações vai saber o rumo que vai tomar tudo  com responsabilidade.

Ainda relatou que o desligamento com o grupo do atual prefeito foi devido os atos de perseguição praticados com servidores, ao longo da atual administração tentou mudar algumas atitudes do atual gestor, mas que não foi possível lembrou que no começou seu primeiro mandato junto com seu colega investigador ex - vereador Deza Soares, mas que infelizmente investigar hoje é um golpe.

Também ressaltou que durante um ano e meio todos os projetos do poder executivo foram aprovados, mas infelizmente o prefeito usa a rádio para dizer que nunca teve  a Câmara.

 Quem fez a denúncia não foi vereador, foi um advogado da família do próprio prefeito, vamos apenas analisar e apresentar um relatório transparente no final dos trabalhos.

 Disse ainda que alguns dos pontos negativos que levaram ao seu rompimento com atual prefeito foi um carro de luxo agregado sem necessidade e tantas coisas absurdas que não dava pra aguentar.

 "Tudo que estou dizendo aqui foi debatido em reunião, com a presença de todos os parlamentares do grupo não somos golpistas, temos obrigação com o povo, dei advertências, que não aceito corrupção, inclusive pedi por várias vezes a colega vereadora Silvania Andrade para levar a mensagem ao prefeito.

 A vereadora Zuleide Ferreira, disse que o papel do parlamentar é realmente de investigar, lamentou por não ter sido escolhida para participar da Comissão,  afirmou que está do lado povo, que não pode aceitar o mal gasto com dinheiro público.

 Lembrou que também que na gestão passada teve na casa uma investigação, ressaltou ainda que não fez parte desse governo, que vai agir com imparcialidade com a credibilidade do povo.

 "Serei transparente no meu posicionamento nesse processo, darei meu voto com a consciência tranquila, sem interesse particular e sim com interesses para o bem do povo." Afirmou a vereadora

 O vereador Devaldo Nogueira, enfatizou que todos os parlamentares possam nesse período turbulento, ter a  mesma forma amistosa e com bom diálogo, pois o clima é bom e deve continua dessa forma.

 Sobre o requerimento do vereador Antonio Leite requerendo informações sobre arrecadação e gastos com Iluminação Pública Municipal é uma situação intolerável.

 O vereador Cier Bastos, lembrou que quando entrou na política pensou que o Brasil precisava ter políticos honestos, "assim não poderíamos negar o direito de investigar uma denúncia de um advogado, estou com a consciência tranquila, vamos buscar a verdade nesse processo."

 O vereador Valmir Brasil, enfatizou que enquanto estiver como parlamentar vai assegurar o direito do povo, "vamos até o final do mandato  fazer nosso papel de forma coerente."

 A vereadora Alice Gonçalves, também disse que espera que no segundo período todos possam continuar com a mesma harmonia, disse que acredita na honestidade do prefeito, que se tiver irregularidades possa ter cometidas pelas empresas, afirmou que não gosta de poder, que se gostasse em 2011 Raimundinho  teria permanecido como candidato, e ninguém diria nada.

 Ainda parabelizou o prefeito Dariomar Soares, que ele irá comprovar todas as denúncias.

 Também lamentou que no tempo da CPI da Reciclam não viu tanta vontade de alguns com vontade de investigar.

 A vereadora Silvânia Andrade, disse que não votou pela investigação, pois acredita nas palavras do prefeito Dariomar Soares.

 Presidente Antonio Leite, lembrou que no tempo da CPI da Reciclam, participou dos trabalhos que inclusive juntamente com Flávio Correia e o ex - vereador Deza Soares votaram a favor da denúncia contra o ex - prefeito Delvamberto Soares, "nem por isso formos chamados de golpistas, igual o atua prefeito Dariomar Soares anda pregando na rua, apenas recebemos uma denúncia, vamos investigar e no final do processo, nos queremos sim o bem de Altaneira, não queremos é o bem de meia dúzia."

Presidente ainda criticou que participou no dia de ontem da conferência da educação, lamentavelmente o assessor de comunicação a pedido de alguns cortaram sua foto para que povo não soubesse da sua presença no evento.

Flávio voltou a citar que também participou das reuniões das investigações da empresa Reciclam, que inclusive votou para investigar o ex - prefeito Delvamberto Soares, e que tudo está constado em atas da casa.

Em seguida foi colocado em votação o requerimento  vereador Flavio Correia,  requerendo convocação do Sr. Romulo Almeida Amorim, Coordenador de Controle de Gastos da Prefeitura Municipal de Altaneira. O vereador   requerente disse que tem um Projeto de Lei que pede redução de gastos, "temos que obter  explicação desse servidor  para que possamos apreciar o referido projeto."

O vereador Adeilton Silva enfatizou que o servidor deve esclarecer sua função no executivo, que o mesmo deve trazer as informações, mas que acredita que quem tem mais informações para repassar  é o Controlador Geral do Município.

A vereadora Zuleide Ferreira, pediu a maior brevidade do comparecimento do servidor, para que os demais vereadores possam ter uma idéia sobre como votar  Projeto de Lei que tramita na casa.

Devaldo Nogueira disse achar estranho que esse jovem assuma esse cargo, já que ele é concursado como motorista.

Alice Goncalves disse que acredita de o servidor deve fazer as duas funções, mas o povo de explicações.

Antonio Leite lembrou que participou de reunião para cortar gastos, "inclusive algumas pessoas foram exonerados, mas que segundo informações muitas delas já estão trabalhando novamente."

Logo após foi colocado em votação o requerimento de autoria do presidente Antonio Leite, o requerente enfatizou que o pedido foi em virtude das cobranças de várias pessoas pela falta do trabalho realizado, que o povo precisa saber quanto é arrecadado e quanto é gasto com a iluminação pública, lamentou ainda que são várias reclamações e nada das pessoas serem a atendidas, ainda afirmou que se continuar dessa forma vai junto com assessoria jurídica apresentar um projeto para retirada da cobrança de taxas de Iluminação pública de Altaneira.

O vereador Devaldo Nogueira, lembrou que no passado quando chegou o projeto na casa, já achava um absurdo, que agora aprovado sem o retorno não se aceitar essa situação, classificou atual situação como  uma imoralidade.

Adeilton Silva lembrou que votou contra o projeto de cobrança de taxa, pois não acreditava no retorno, "há muito tempo venho reclamando da escuridão, inclusive há dois meses no poste em frente minha casa não tem iluminação, inclusive tenho que acender luz do meu celular pra achar o buraco da chave da porta da minha casa, temos que continuar cobrando, acredito que possamos dá um prazo para que possa ser resolvido, mas se não for resolvido, a Câmara deve tomar uma atitude".

Flávio Correia lembrou que votou a favor no compromisso de não ser cobrado taxa de Iluminação, que a taxa seria apenas para compra de peça de reposição, mas agora vai cobrar atitude urgente.

 O vereador Cier Bastos disse que bateu muito junto ao prefeito para a realização dos trabalhos, que agora deve ser resolvida.

Antonio Leite lembrou que na época da aprovação do projeto seria uma taxa muito mais alta, mas os vereadores foram contra os valores absurdos, “imagina se não tivéssemos essa atitude, já que o serviço não vem sendo feito, isso sim seria um golpe contra o povo".

 Alice Gonçalves disse que no São Romão tem poucas lâmpadas para ser colocadas, que acredita que o prefeito vai deixar tudo bonito.

Os dois requerimentos foram aprovados por unanimidade.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Pesquisa de Opinião

Gostou do novo portal?

Sim
Não
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 1151
Pesquisar no BuscaLeg
Logotipo do BuscaLeg - Buscador Legislativo

Acesso à Informação